A evolução tecnológica, o aquecimento – e até mesmo o desaquecimento – da economia, o aumento da oferta de crédito e o alcance de novos mercados estão entre os fatores que elevam significantemente a competitividade das empresas. Para se manter nesse patamar ou para continuar crescendo, as companhias precisam contar com gerenciamento adequado de seus recursos, dados e procedimentos. Um dos caminhos mais utilizados para isso é a adoção de soluções de ERP (Enterprise Resource Planning).

Os sistemas de gestão são muito importantes para as empresas: diminuem custos, tornam a comunicação mais eficiente, ajudam na tomada de decisões, permitem uma apuração mais precisa do que está acontecendo na companhia. Desta forma muitas empresas consideram este tipo de software imprescindível às suas atividades.

Módulos
O Sistema ERP lida com os vários departamentos de uma empresa. No entanto, não precisa, necessariamente, cobrir cada um deles, pelo menos não ao mesmo tempo. Dependendo das expectativas da companhia em relação ao ERP, é possível atender determinadas áreas em um primeiro momento e as demais de maneira progressiva. Para isso, os provedores fazem o fornecimento do sistema em módulos, que são divididos de acordo com suas funcionalidades.
Principais vantagens do ERP:
⦁ Ajudar na comunicação interna;
⦁ Agilizar a execução de processos internos;
⦁ Diminuir a quantidade de processos internos;
⦁ Evitar erros humanos – em cálculos de tributos e pagamentos, por exemplo;
⦁ Ajudar na tomada de decisões;
⦁ Auxiliar na elaboração de estratégias operacionais;
⦁ Agilizar a obtenção de dados referentes a determinados cenários;
⦁ Diminuir o tempo de entrega do produto ou serviço ao cliente;
⦁ Ajudar a lidar com grandes volumes de informação;
⦁ Evitar trabalho duplicado;
⦁ Fazer com que a empresa se adapte melhor a mudanças no mercado e na legislação.

Quero compartilhar estas informações